O Tribunal de Contas do Estado (TCE), emitiu um alerta para a Secretaria de Saúde de Pernambuco, no prazo de 10 dias, para reduzir os repasses às empresas que administram os hospitais de campanha. De acordo com o TCE, essas organizações sociais estariam recebendo um valor muito alto para a quantidade de leitos oferecidos nas unidades de saúde do Estado. 

Segundo o conselheiro do TCE, Carlos Porto, caso o prazo de 10 dias não seja cumprido, será emitida uma medida cautelar para que o pagamento seja suspenso. 

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE), esclareceu que os contratos de gestão com as organizações sociais prevêem prestações de contas mensais e, se necessário, ao final do contrato, o ressarcimento ao estado de valores não utilizados. A nota diz ainda que todas as unidades seguem monitoramento assistencial e financeiro, baseado nas normas vigentes e explicitados em contrato. Ainda segundo a secretaria, reduzir o número de leitos contratados, neste momento, não seria a melhor opção pra a saúde dos Pernambucanos.