Após a confirmação de 95 casos de Covid-19 em Pernambuco e de oito mortes de pacientes com a doença, o secretário estadual de Saúde, André Longo, pediu que os municípios do estado disponibilizem leitos intermediários ou de terapia intensiva para conter as contaminações de pessoas pelo novo coronavírus. “A doença vai chegar ao interior”, disse nesta quarta-feira (1º).

Em uma coletiva de imprensa feita pela internet, Longo afirmou que o município de Toritama, no Agreste, abriu um hospital de campanha nesta quarta (1º) para atender a casos suspeitos ou confirmados da Covid-19. O secretário pediu que o exemplo fosse replicado em outras cidades.

“Será de grande ajuda ao estado que outros municípios, inclusive maiores do que Toritama, principalmente aqueles com mais de 100 mil habitantes, possam seguir esse exemplo para disponibilizar leitos intermediários ou de terapia intensiva para ajudar no esforço que o governo está fazendo para ampliar nossa capacidade de enfrentamento”, disse.

Também segundo o secretário, a instalação de leitos de retaguarda nas redes de saúde dos municípios com mais de 100 mil habitantes foi uma recomendação do Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

Ainda de acordo com Longo, todas as estruturas do governo estão voltadas para a expansão de áreas de atendimento. A expectativa é de implantar pelo menos 1 mil novos leitos em hospitais de Pernambuco. “Os últimos números mostram que Pernambuco já tem 290 leitos, sendo 90 de UTI [Unidade de Terapia Intensiva]”, disse o secretário.

Nesses leitos, a taxa média de ocupação é de 49%, que representam não somente pacientes com suspeita da Covid-19. A prefeitura do Recife também realizou a abertura de 106 leitos, sendo 31 de UTI, no Hospital da Mulher e na Policlínica Amaury Coutinho.

“A ideia é que a gente vá crescendo o número de leitos, ao mesmo tempo com o trabalho de retardar o pico da epidemia”, afirmou o secretário. Nesta quarta (1º), a Unidade Pernambucana de Atenção Especializada (UPAE) de Petrolina, no Sertão, abriu dez leitos intermediários para tratar pacientes com Covid-19. Há previsão de abertura de outros 90, sendo 20 de UTI.