O mês de junho, o primeiro após a quarentena mais rigorosa vivenciada por Pernambuco na segunda quinzena de maio, termina hoje com indicadores que têm sustentado a tendência de arrefecimento da curva epidêmica da covid-19 no Estado, que totaliza 58.476 pessoas já infectadas. Até ontem, 23.576 delas tiveram diagnóstico confirmado este mês – 3.540 a menos do que no mês passado, quando Pernambuco vivenciou a aceleração de casos e mortes em decorrência do novo coronavírus.

Também ontem, após três meses com taxa de ocupação acima de 80%, as vagas de unidades de terapia intensiva (UTI) voltadas para casos suspeitos e confirmados de covid-19 em Pernambuco atingiram a ocupação média de 77% – taxa que não era alcançada desde 5 de abril. O percentual é baseado nos 1.065 leitos hospitalares públicos do Estado e da Prefeitura do Recife, que fizeram parceria, em maio, para ampliar vagas de UTI como uma das respostas à epidemia.