O secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, afirmou hoje que 30 respiradores comprados pelo estado e que deveriam ter chegado até ontem ainda não foram entregues. Segundo o gestor, a empresa é a mesma que fornece os equipamentos ao Ministério da Saúde e alegou que a prioridade é entregar ao governo federal.

O contrato do estado com a empresa prevê a compra de um total de 100 respiradores para ajudar na criação de novos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e dar conta da demanda de pacientes em estado grave. Hoje, dos 319 leitos destinados à covid-19, 99% estão ocupados, o que faz com que exista uma fila de espera por vaga.