Um levantamento da Open Knowledge Brasil (OKBR), organização que atua na área de transparência e abertura de dados públicos, avaliou que, entre os 26 Estados brasileiros, mais Distrito Federal e Governo Federal, apenas Pernambuco conta com um nível alto de transparência na publicação das informações que permitem acompanhar em detalhes a disseminação da pandemia de Covid-19 pelo país. Ocupando a primeira colocação do país, o Estado conta com avaliação de 81 pontos de um total de 100, sendo seguido por Ceará (69) e Rio de Janeiro (64).

“Desde o início deste processo, quando ainda estávamos nos preparativos, fizemos uma opção pela transparência e compromisso nas informações passadas à população, porque sabemos que precisamos do engajamento de toda a sociedade para que as medidas fossem feitas com o máximo de clareza e também para que todos se engajem no enfrentamento à pandemia. Esse é momento de muitas dificuldades para todos e por isso exige um maior comprometimento e transparência por parte de todos. Essa avaliação aponta que estamos no caminho certo e também ressalta que a população deve, cada vez mais, priorizar as fontes oficiais de informação, combatendo, fortemente, as fake news”, destacou o secretário André Longo.

A avaliação considerou conteúdo, formato e nível de detalhamento das informações divulgadas nos portais dos governos dos Estados e do governo federal. A disponibilidade de informações como idade, sexo e hospitalização dos pacientes confirmados, além de dados sobre a infraestrutura de saúde, configuravam pontos positivos. A pesquisa ainda avaliou se os casos eram apresentados de forma individual e anônima, além do grau de detalhe sobre a localização (por município ou bairro, por exemplo). Outro fator positivo levado em consideração foi a publicação de painéis analíticos, planilhas em formato editável e séries históricas dos casos registrados.